Libreria papeleria Pleyades, donde podras encontrar libros material escolar y juegos para mayores y pequeños, juegos de mesa y juegos educativos, todo en la libreria preferida de Caceres

Especialistas en libros de idiomas

Teléfono: 927 22 80 23 - Email: info@libreriapleyades.com

A CIDADE DE ULISSES

A CIDADE DE ULISSES

TEOLINDA GERSAO

Editorial:BERTRAND EDITORA
Teolinda Gersão Escritora portuguesa, nascida em 1940, formada em Filologia Germânica em Coimbra. Doutorada em 1976 e professora catedrática da Universidade Nova de Lisboa, foi leitora de Português na Universidade de Berlim e assistente na Faculdade de Letras de Lisboa. Autora de vários trabalhos de crítica literária, recebeu duas vezes o prémio de ficção PEN Clube, atribuído ao seu livro de estreia, O Silêncio, em 1981, e ao romance O Cavalo de Sol, em 1989. Foi também galardoada com o Grande Prémio da Associação Portuguesa de Escritores em 1995 e, na Roménia, com o Prémio de Teatro Marele do Festival de Bucareste (adaptação da obra ao teatro) com o romance A Casa da Cabeça de Cavalo. Em maio de 2003, o seu livro Histórias de Ver e Andar foi galardoado com o Grande Prémio do Conto 2002 Camilo Castelo Branco, da Associação Portuguesa de Escritores. À edição inglesa de A árvore das palavras (The Word Tree, Dedalus, 2010) foi atribuído o Prémio de Tradução 2012. A ficção de Teolinda Gersão desenvolve, na escrita contemporânea, uma poética romanesca original, abrindo a narração, a que o respeito pelas categorias de espaço, tempo, personagens, intriga confere certa verosimilhança, a uma irradiação de sentidos que decorre de um metaforismo assumido de forma estrutural pela narrativa. Não que as personagens e as suas relações, os temas ou os seres se reduzam a um carácter alegórico: o que ressalta é que por detrás da "história" estão em conflito pulsões humanas universais, frequentemente centradas sobre a dinâmica dos opostos (homem/mulher, caos/cosmos, racionalidade/loucura, entre outros). A ilusão da transparência, obtida por uma ordem sintagmática nítida, pela simplicidade da frase, despojada de tudo o que é acessório, pela redução do número de personagens, pela simplificação da ação, confere, então, às suas narrativas o estatuto de uma escrita mítica, cujo objetivo não é a representação, mas o conhecimento. Ao mesmo tempo, cada uma das suas narrativas, desenvolvendo até à exaustão algumas metáforas centrais (o cavalo, o teclado, etc.), desfibra todo o tipo de alienação social e mental subjacente à rutura dos princípios de harmonia invisível e de unidade íntima do homem com o universo. Como a pianista (e a romancista) de Os Teclados, Teolinda Gersão, diante de um "mundo fragmentário" e "indiferente", onde "as pessoas não formavam comunidades e só havia valores de troca", um "mundo vazio", persiste em tentar desvendar enigmas, como se a escrita e a exigência de rigor fossem "a transcendência que restava": "Aceitar o nada, o mundo vazio. E apesar disso, pensou levantando-se e sentando-se no banco - apesar disso sentar-se e tocar."
Más información
A GORDA

A GORDA

ISABEL FIGUEIREDO

Editorial:CAMINHO
Maria Luísa, a heroína deste romance, é uma bela rapariga, inteligente, boa aluna, voluntariosa e com uma forte personalidade. Mas é gorda. E isto, esta característica física, incomoda-a de tal modo que coloca tudo o resto em causa. Na adolescência sofre, e aguenta em silêncio, as piadas e os insultos dos colegas, fica esquecida, ao lado da mais feia das suas colegas, no baile dos finalistas do colégio. Mas não desiste, não se verga, e vai em frente, gorda, à procura de uma vida que valha a pena viver. Este é um dos melhores livros que se escreveu em Portugal nos últimos anos.
Más información
A SOCIEDADE DOS SONHADORES INVOLUNTARIOS

A SOCIEDADE DOS SONHADORES INVOLUNTARIOS

JOSE EDUARDO AGUALUSA

Editorial:LIVROS QUETZAL
O jornalista angolano Daniel Benchimol sonha com pessoas que não conhece. Moira Fernandes, artista plástica moçambicana, radicada em Cape Town, encena e fotografa os próprios sonhos. Hélio de Castro, neurocientista brasileiro, filma-os. Hossi Kaley, hoteleiro, antigo guerrilheiro, com um passado obscuro e violento, tem com os sonhos uma relação ainda mais estranha e misteriosa. Os sonhos juntam estas quatro personagens num país dominado por um regime totalitário à beira da completa desagregação. A Sociedade dos Sonhadores Involuntários é uma fábula política, satírica e divertida, que desafia e questiona a natureza da realidade, ao mesmo tempo que defende a reabilitação do sonho enquanto instrumento da consciência e da transformação.
Más información
TRIUNFO DO AMOR PORTUGUES

TRIUNFO DO AMOR PORTUGUES

MARIO CLAUDIO

Editorial:DOM QUIXOTE
No prefácio ao livro, Agustina Bessa-Luís escreve: «O amor à portuguesa, tema deste livro de Mário Cláudio, escrito de maneira vernácula e às vezes irónica, esclarece-nos sobre a importância da culpa nos caminhos do amor. Conta, e muito bem, os terrores de Camilo quando da morte de Pinheiro Alves, o marido de Ana Plácido. Estando ele a ler na cama, uma mão de ferro aperta-lhe a garganta; o facto de contar esta história demonstra que Camilo vota pela confissão pública do seu adultério. É da culpa que ele retira a imaginação e o arrebato da sua escrita. Não há amor sem culpa. E quanto mais ela é sentida e procurada mais o amor se enovela no coração e a esponja do desejo absorve matérias de prazer infinito. Nem uma só das narrativas de Mário Cláudio está despojada de culpa. Porque o amor se previne com a culpa para ser agente de mudanças. Se fosse preciso afirmar Mário Cláudio como um escritor, este livro Triunfo do Amor Português vinha coroar a sua obra.» Celebrando o amor, Mário Cláudio reescreve no presente volume doze histórias de amor e transgressão recriadas a partir de lendas e de episódios da História de Portugal, como as de Pedro e Inês, Leonor Teles e o Conde de Andeiro, Camilo Castelo Branco e Ana Plácido ou António Nobre e Alberto de Oliveira.
Más información
O FOTOGRAFO E A RAPARIGA

O FOTOGRAFO E A RAPARIGA

MARIO CLAUDIO

Editorial:DOM QUIXOTE
Uma pequena ficção absolutamente sublime sobre o autor de Alice no País das Maravilhas. Com O Fotógrafo e a Rapariga, conclui Mário Cláudio uma trilogia dedicada às relações entre pessoas de idades muito diferentes, iniciada em 2008 com Boa Noite, Senhor Soares – que recria o microcosmo do Livro do Desassossego, trazendo para a cena um aprendiz que trabalha no mesmo escritório de Bernardo Soares – e continuada em 2014 com Retrato de Rapaz – fascinante relato da vida atribulada de um discípulo no estúdio do grande Leonardo da Vinci. No presente volume, os protagonistas são o britânico Charles Dodgson, que se celebrizou com o pseudónimo Lewis Carroll com que assinou, entre outros, o clássico Alice no País de Maravilhas, e Alice Lidell, a rapariga que o inspirou, posando provocadoramente para os seus retratos e alimentando as suas fantasias.
Más información
OS NAUFRAGIOS DE CAMOES

OS NAUFRAGIOS DE CAMOES

MARIO CLAUDIO

Editorial:DOM QUIXOTE
Timothy Rassmunsen enceta uma correspondência com Mário Cláudio, na qual defende que o autor d’Os Lusíadas não teria sobrevivido ao naufrágio no delta do Mekong, e o capitão da nau onde viajavam, Bartolomeu de Castro, se teria feito passar por ele, dando continuidade à epopeia. Tão insólito arrazoado, mesmo que alegadamente apoiado nos escritos do explorador britânico Richard Burton, enche Mário Cláudio de desconfiança, mas dá-lhe a ideia de elevar o transtornado Timothy a figura de romance. Uma tragédia impede-o, porém, de perseguir o objectivo. Falho de personagem, vira-se o escritor para Burton, o descobridor das Nascentes do Nilo e tradutor d’Os Lusíadas, narrando-lhe as peripécias na busca de uma das musas do poeta português, e da localização da Ilha dos Amores, ou em delírios mediúnicos nos quais Burton encarna Camões, e conversa com o fantasma de Bartolomeu de Castro. É então altura de dar voz a Ruy, o escrivão de bordo da nau anual da China - aquela que viria a naufragar -, o único que poderá afinal esclarecer-nos sobre o que realmente aconteceu. Poderosamente imaginativo, polémico e inteligente, com um trio de personagens irresistíveis, o romance Os Naufrágios de Camões constitui uma peça literária fascinante.
Más información
BOA NOITE, SENHOR SOARES

BOA NOITE, SENHOR SOARES

MARIO CLAUDIO

Editorial:DOM QUIXOTE
Um livro para os apaixonados por Fernando Pessoa e os seus heterónimos.
Más información
O DESLUMBRE DE CECILIA FLUSS

O DESLUMBRE DE CECILIA FLUSS

JOAO TORDO

Editorial:ALFAGUARA PORTUGAL
Aos catorze anos, Matias Fluss é um adolescente preocupado com três coisas: o sexo, um tio enlouquecido e as fábulas budistas. Vive com a mãe e a irmã mais velha, Cecilia, numa espécie de ninho onde lambe as feridas da juventude: a primeira paixão, as dúvidas existenciais, os conflitos de afirmação. Sempre que sente o copo a transbordar, refugia-se na cabana isolada do tio Elias. Cedo, contudo, a inocência lhe será arrancada. Ao virar da esquina, encontra-se o golpe mais duro da sua vida: o desaparecimento súbito de Cecilia que, afundada numa paixão por um homem desconhecido, é vista pela última vez a saltar de uma ponte. Muito mais tarde, Matias será obrigado a revisitar a dor, quando a sua pacata vida de professor universitário é interrompida por uma carta vinda das sombras do passado, lançando a suspeita sobre o que aconteceu realmente à sua irmã — sem saber ainda que regressar ao passado poderá significar, também, resgatar-se a si mesmo. No final desta «trilogia dos lugares sem nome», iniciada com O luto de Elias Gro, João Tordo explora, através de personagens únicas e universais, numa geografia singular, os temas da memória e do afecto, do amor e da desolação, da vida terrena e espiritual, procurando aquilo que com mais força nos liga aos outros e a nós próprios.
Más información
CAMILIANA 1. TODOS OS CONTOS, NOVELAS CURTAS E ROMANCES BREVES

CAMILIANA 1. TODOS OS CONTOS, NOVELAS CURTAS E ROMANCES BREVES

CAMINO CASTELO BRANCO

Editorial:CIRCULO DE LEITORES
Todos os contos, novelas curtas e romances breves de Camilo Castelo Branco.Volume I da Camiliana editada pelo Círculo de Leitores, com recolha, prefácio e notas de José Viale Moutinho
Más información
CAMILIANA 2. TODOS OS CONTOS, NOVELAS CURTAS E ROMANCES BREVES

CAMILIANA 2. TODOS OS CONTOS, NOVELAS CURTAS E ROMANCES BREVES

CAMILO CASTELO BRANCO

Editorial:CIRCULO DE LEITORES
Todos os contos, novelas curtas e romances breves de Camilo Castelo Branco.Volume II da Camiliana editada pelo Círculo de Leitores, com recolha, prefácio e notas de José Viale Moutinho
Más información
TELEFONEMAS DO NILTON + CD

TELEFONEMAS DO NILTON + CD

NILTON

Editorial:LIVROS D'HOJE
Ronaldo is the best. O telefonema da Fifa. A Internet da vizinha. Não estou interessado no carro. A lista de telefonemas do Nilton é interminável e faz compreender porque passaram a ser obrigatórios e por que razão milhares de pessoas os seguem religiosamente na RFM e na Internet, onde somam milhões de visualizações. Sempre que acontece algo no país ou no mundo, os ouvintes sabem que o Nilton ligará para o local, seja para reclamar ou… para reclamar. As personagens sucedem-se e as sugestões dos ouvintes somam-se às centenas todos os dias. O Nilton reuniu alguns e pela primeira vez explica como nasceram as ideias para cada um deles e como foram feitos. Pode também ouvir num CD e partilhar com os amigos quando faltar a luz e ainda tiver bateria no computador. O conselho que lhe damos é que compre o livro, ou corre o risco de o seu telefone tocar e na manhã seguinte ouvir a sua voz na rádio.
Más información

1 2 3 4 5 6 7 8 +   Última

Inicio de sesión
Iniciar sesión Cancelar
Olvide mi contraseña